Revista de Imprensa (14)

"O cardeal patriarca de Lisboa considera, numa entrevista publicada hoje no Diário de Notícias, que a abstenção "vai ser fatal outra vez" no referendo ao aborto devido à dificuldade de muitas pessoas em abordar esta questão. "Os nossos estudos mostram que a maior parte dos cidadãos sente-se mal a ter de se pronunciar sobre esta questão", afirma D. José Policarpo na entrevista, que ocupa duas páginas do jornal. Questionado pelo jornal sobre se a Igreja Católica vai fazer campanha, D. José Policarpo afirma que a "questão é fundamentalmente de consciência". "As campanhas têm uma marca partidária e servem para convencer os votantes para a justeza da escolha de um projecto político. Esta é uma questão transversal", salientou. O cardeal adianta que, apesar de haver pessoas que têm já uma "posição completamente tomada", ainda há "uma camada da população para quem a questão é dolorosa, incómoda". "Se a campanha for motivada no sentido de um debate esclarecedor das consciências, não teria dúvida nenhuma em dizer que entro na campanha. Se a campanha se assemelha à anterior, a uma campanha partidária, penso que aí não é o meu lugar", afirmou, desabafando: "gostaria que as pessoas não perdessem a calma"."
Lusa

Comentários:
E porque é que para algumas pessoas questão é "dolorosa, incómoda"? não será pelo incutir permanente de culpa nas pessoas por parte da igreja? dizendo que o aborto é pecado?

pecado é algumas pessoas existirem, pessoas que não têm o mínimo respeito pela vida humana e preferem os nascimentos mesmo que indesejados e que podem por vezes arruinar famílias á despenalização do aborto.
 
não deixa de ter piada...um blogue sobre um assunto tão importante...no séc XXI...ter censura aos comments!
 





blogue do não