O CORAÇÃO DO ARGUMENTO

"Às dez semanas, diz o primeiro outdoor da campanha do Não, bate um coração. A mensagem é esta: o embrião está vivo. O simples facto de alguém achar que este outdoor apresenta um bom argumento para convencer indecisos é preocupante. Primeiro, porque grande parte dos animais vivos tem um coração que bate - o que não faz ninguém reconhecê-los como pessoas. Depois porque se o embrião não estivesse vivo não se poderia falar em interrupção voluntária da gravidez, por uma simples razão: ela teria sido interrompida involuntariamente, como de resto sucede em 30% dos casos.", Fernanda Câncio, no Diário de Notícias de hoje. Se eu pudesse fazia panfletos com este parágrafo para a campanha do Não. Nada melhor do que chamar implicitamente animais aos eleitores para ganhar vantagem sobre o Sim.
(publicado no Tomar Partido)

Comentários:





blogue do não