Há esperança!

Aos poucos os defensores do sim começam a perceber o que lhes tentámos explicar vezes sem conta.
Miguel Marujo, um dos autores do blogue do sim, admite, na caixa de comentários deste post, que "Ao contrário do que alguns sectores querem fazer crer, o aborto não é uma questão religiosa".

Comentários:
Para mim é uma questão humana e questão religiosa. Mas isso sou só eu a pensar... Eu ja tenho mais de 10 semanhas espero que tenha direito a pensar... já que alguns nao tem direito a viver!
 
Não, Mafalda, quem invoca a questão religiosa todos os dias é o campo do não, a começar em muitos sectores da (também minha) Igreja Católica, e entre eles muitos senhores padres e bispos. Ou fui eu que saí de terço e de nossas senhoras grávidas para a rua?!
 
Não, Miguel. Quem tenta retirar legitimidade ao discurso do Não, dizendo que o problema do aborto é um problema religioso e que o Estado é laico, é o sim.
 
Devo viver noutro país e devo frequentar outra Igreja Católica, onde o Não vai para as portas das igrejas cravar assinaturas para os seus movimentos; onde se invocam nossas senhoras e terços para sair à rua; onde se atira que os católicos serão excomungados e sem direito a funeral religioso se votarem sim... De resto: tem razão, Mafalda, o Estado é secular e por isso não deve decidir em função de opiniões religiosas. A César o que é de César.
 
Very good article,I prepared a very good gift for you, please visit my blog, The best browser fo you in History
 





blogue do não