FINANCIAMENTO ESTATAL DO ABORTO II

"O ministro da Saúde, Correia de Campos, justificou hoje no Congresso do PS as novas taxas do Serviço Nacional de Saúde (SNS) como a única forma para manter viável este modelo público."

Comentários:
Uma pergunta: Anda por aí uma campanha «Eu vou ser o último (médico, arquitecto, oceanógrafo, etc...) Português»...
Não tem nada a ver, pois não?
Bem me parecia...
 





blogue do não