BELO CARTAZ

Belo cartaz, o do SIM que está aí em baixo. "IVG - A mulher decide, a sociedade respeita e o estado garante". Impressionante.
E o serzinho, não era também personagem na história?

Comentários:
A Plataforma "Não Obrigada", irá realizar no próximo dia 11 de Janeiro de 2007, quinta-feira, às 11.30h, no Hotel Tivoli, em Lisboa, uma Conferência sobre "A MULHER E O TRAUMA PÓS-ABORTO".



Esta Conferência terá como oradores o Prof. Adriano Vaz Serra, Psiquiatra e Professor Catedrático de Psiquiatria da Faculdade de Medicina de Coimbra, a Dra. Margarida Neto , Psiquiatra e a Dra. Maria José Vilaça, Psicóloga.



Durante a Conferência serão revelados e facultados estudos científicos que sustentam as intervenções dos participantes e comprovam a evidência científica do trauma pós-aborto.


Os oradores estarão à disposição para responder a todas questões relacionadas com este tema.



Para mais informações contactar:

Inês Teotónio Pereira

917727126

Tiago Cardoso

963041232
 
On the other hand this one contains loads of tasty recipes because it is about cooking. Leave comment and don't forget to tell your friend about it =)
 
Apenas não entendo o que é que estas inverossímeis pessoas têm que ver com o útero da minha mulher.

pode rejeitar o meu comentário ...mas não calará a minha voz... nem a de todos os outros que como eu lutam pelo livre arbítrio...

não serão uns teixeiras da cunha ou uns picoitos de arriaga a ditar leis no ventre alheio.
 
Diga o VLX porque é que há de ser personagem. Com personagem quer dizer que o serzinho é uma pessoa (persona)? Não me diga que o serzinho zigoto também é uma pessoa?
 
Meu caro José Povinho, desculpe mas não me compreendeu. Eu não tenho nada a ver com o ventre da sua mulher, nem quero (embora deva ser uma excelente pessoa, não duvido). Aliás, nem você deve ter nada a ver com o ventre da sua senhora pois defende que ela pode fazer com ele (leia-se, seu filho ou filha) o que bem lhe aprouver sem lhe dar cavaco. Espero que sejam felizes a vida toda e que nunca esteja a cirandar pela casa a matutar se teria mais um ou dez herdeiros.
Cumprimentos,
vlx
 
Caro José Povinho:
Parabéns pela escolha da sua alcunha!
A sua opinião faz completa justiça (está bem alinhada) com essa figura alarve e ignorante imortalizada pelo Bordalo Pinheiro.
 
Se defendem a vida , devem então defendê-la para todos os seres vivos. É no mínimo incongruente aparecer na televisão a defender a vida com um animal morto nos ombros. Assim como o é aplaudir de pé as faenas no Campo Pequeno e apregoar a defesa da vida.
São esses os verdadeiros alarves, os ignorantes que defendem a vida humana a todo o custo protegendo e financiando por outro lado a carnificina. Os que querem impor a sua vontade à vontade dos outros. Para eles, o meu manguito !

Votando sim, o aborto não será obrigatório, será uma opção. Votando não, a interrupção voluntária da gravidez será um crime.

Faço votos para um democrático e salutar debate de ideias.
 
Eu também sou contra o abate de sobreiros e o fim das morcelas mas por que não discutimos uma coisa de cada vez?
 
Posso traduzir?!

A mulher manda!
A sociedade cala!
O estado paga!
 
ao sr. Zé Povinho: a propósito de
"aplaudir de pé as faenas no Campo Pequeno"... que me diz de ser proibido em Portugal a morte do touro na arena (sendo este sempre morte após ser lidado) e estar agora a tentar legalizar a morte dos bébés (zigotos)?????
Não bate a bota com a perdigota...
 
Zé Povinho: incongruência é preocuparem-se com o sobreiro que é abatido, com o cãozinho abandonado, o gato apedrejado e serem a favor do aborto, deixando que se matem bébés só por opção.
 





blogue do não